Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

20.Nov.21

...

Francisco
Faço-me de rascunhos, Coisas incompletas e maculadas  A que dei vida, um dia, com tinta que me borra os dedos E que me distorce a alma.   Não me chegam os dias,  Mesmo quando dos dias não faço parte. A idade avança,  Mas é ainda um jovem que está encurralado.    Com grilhões nas pernas e nos braços  Não há fuga de mim mesmo Nem das coisas que faço.   É cansativo procurar um caminho Quando não há motivo Sentido, Direções e vontade... Sim, porque (...)
21.Jul.21

Fantasma

Francisco
Na composição do amanhecer, ecoa P'las ruas serpenteadas do meu bairro Afazeres obstinados daquilo que penso.   Tropeçando em silêncio, deambulam línguas reticentes Em profanar insolentes locais, Convertendo a voz num culto profano Abundando o sigilo emocional.   Fruto da pesada consciência, Deforma-se aquilo que forma não tinha ainda; Escondendo-se entre a névoa o que brilha à luz do dia.   Apedrejam-se numa sanguinária batalha Seres ferrenhos com o (...)
08.Mai.21

Dizem-se poetas

Francisco
Surgem-lhes, nas falanges dos dedos  Onde se vê cosida a sua identidade Pigmentos férteis de cor reflexa a seus olhos Absorvidos pela superfície branca que estes acariciam.   Tragado o sonho como bom licor, Lambe-se em devaneios e espasmos Lábios que não proferem o quão doce sentem tal bebida.   Ebriedade absoluta com que cambaleiam o corpo As mãos e a pena De olhar fixo em ponto algum Numa imagem deveras impressionante!   Refugiam o pensamento em papel desbotado, (Vítim (...)
06.Mar.21

Vindo do Peito - Ep.6

Francisco
Há muito que poderia escrever sobre os pensamentos de um homem, mas nunca tudo e não tão habilidosamente quanto a mente do homem em si a falar. Para refletir...
05.Mar.21

Universal e Intemporal - Ep.5

Francisco
  Há muito que poderia escrever sobre os pensamentos de um homem, mas nunca tudo e não tão habilidosamente quanto a mente do homem em si a falar. Para refletir...
16.Jan.21

Ramo de saudades

Francisco
Colhidas tenras do solo Trocam as raízes pela saudade, Vivendo da ternura Que o tempo não apaga de quem amou.   Não nos chegam apenas dos jardins  Delicados e doces perfumes, Ou arco íris de cores onde se fazem as flores Vestido para a Primavera.   Em sorrisos abertos, Envergonhados ou mesmo sem felicidade, A sua entrega guarda no tempo o momento Em que uma flor te encostou nos lábios Onde te viu o peito aberto e lá fez casa.   São elas lágrimas, ápices de (...)
21.Dez.20

O Fim

Francisco
Encosto a cabeça numa almofada de sonhos. O mundo, do lado de fora, um aglomerado de inconstantes certezas  Que surgem e desaparecem para lugar incerto; Certamente o mesmo de onde foram avistadas e perdidas de vista...   Retornar a encontra-las não é a surpresa que se sente, Nem as formas que tais ostentam Sendo estas poucas vezes diferentes. O fantástico é encontrar, também de novo, algo em que pensar Perante o mesmo.   Aproximam-se do nosso ouvido histórias que, Ju (...)
16.Dez.20

Caçando canções - Ep.2

Francisco
Há muito que poderia escrever sobre os pensamentos de um homem, mas nunca tudo e não tão habilidosamente quanto a mente do homem em si a falar. Para refletir...