Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

07.Dez.23

...

À minha rua chega-lhe o que vai em todas.

O solo alcatroado, as residências pintadas,

Vizinhos tristes ou alegres (conforme se sintam),

Gatos nos beirados que tudo atentam

 

Cães latindo aos felinos,

Asnos zurrando aos sinos

Da igreja que inicia o dia.

Vêm nos ventos cheiros da Índia

 

Nas confeções da senhora Maria,

Servindo refeições à cavalaria

de palmo e meio, brandindo espadas de madeira

Ostentando o brasão da casa em colorida braçadeira.

 

Retorna El príncipe da cruzada,

Jornada que viu como perdida,

Trazendo consigo em cartas

Por onde andaram as suas botas.

 

Chamam-lhe carteiro, aqui na aldeia,

Talvez o seja no mundo todo e não apenas ideia.

Encarrega-se na sua função

Recebendo-se o envelope como bênção.

 

Qual o meu espanto, que chegou-se a mim!

Uma carta para mim!

Como é belo observar a vida como ciência,

Como é surreal ter nela número de polícia!