Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

23.Nov.18

Novo projeto

Tenho ultimamente me apercebido que as (minhas) palavras carecem de sentindo estando sempre eu fugido. Tudo o que apresento são inícios, por vezes apenas teorias, e vejo-me dizer tanto, sem terminar nada...

Em mim habita o medo do fim, do inútil... O receio de que se terminar nada igual irá começar, e emaranho-me em inícios qual arame farpado cortando-me a pele, aos poucos. Um novo inicio origina um novo golpe, mais uma ferida, mais um limbo que fiz existir ao não pertencer à minha criação, ao meu feito, deixando-o abandonado depois de lhe dar nome e feitio... Um fantasma que crio, ficando esse rodeando a minha mente.

Sinto que esta mentalidade, de nunca procurar um fim, que até acho um pouco contraditório sendo eu alguém que gosta de um desfecho, de um objetivo para a criação apresentada, mas por mais que me aprofunda, por mais que me entranhe, nunca lhe chego ao fundo, nunca sou o que me vi ser... 

Chega. Cansei-me de dizê-lo e não atuar... Eu sei que sou assim, o problema já o tenho revelado... As soluções também vão aparecendo, mas eu apenas caminho sobre as mesmas, escrevo e falo das mesmas, penso e sinto-as, mas não as agarro.

 

Como método para combater este mesmo defeito decidi, depois de novamente me ver a saltar entre este projeto, comprometer-me a, para além de para mim mesmo*, para quem me lê, escrever um conto/narrativa que tenho há algum tempo em mente.

Não vou referir prazos, até porque sendo um quase ''livro'', vou deixando a apresentação completa por capítulos, sendo que será com uma grande discrepância a publicação de um em relação ao outro (tendo assim optado não ir publicando consistentemente, mas com uma quantidade aceitável de história entre uma e outra publicação - como nas séries de TV hehe).

A informação deste projeto irá ser melhor apresentada no blogue que tenho especificado para o mesmo (que está privado no momento enquanto vou editando o mesmo, e esperarei abri-lo após a finalização do primeiro capítulo, como já o tinha afirmado).

 

*Em relação a fazê-lo mais por vocês do que por mim é de sempre me rever a ser mais prestável para os outros do que sou para mim mesmo... Revejo-me despender de mais tempo (e qualidade do mesmo) ajudando os outros, do que para mim, que esse estilo de mentalidade que apresentei lá em cima, se revela e está fundo em mim... O de continuar, o de começar algo (mesmo que mentalmente) e deixa-lo lá, vagueando, nunca lhe impondo um prazo para estar completo ou oferecendo-lhe um lugar concreto do que queria fabricar com isso... E é vendo-me ''fraquejar'' na realização deste projeto que decidi impor-me esta condição: Não estarei só eu envolvido... A ver se a mente decide dar-lhe um avanço!

 

Peço desculpa por não adiantar nada, até porque o que tenho realizado são uns quantos ficheiros descrevendo rumos e personagens, a história em si está no seu inicio, e é esse inicio que eu quero terminar! Este farei para isso... vim só cá vos pedir apoio, é isso... 

Hehehe.

 

Num post futuro irei falar acerca do tema do ''livro'' e em como este irá estar organizado no blogue para navegação dos seus usuários, mas como me tenho apercebido (e até ter sido mesmo daí esta minha ideia), já não é novidade alguns participantes do Sapo Blogs reservarem um blogue específico para a criação de uma narrativa, com uma história longa e contínua.

 

Agradeço desde já quem acompanha este meu cantinho, que me fazem sentir tão ou mais em casa de onde realmente habito... Tornou-se um lugar onde deixei o meu silêncio deambular, e consegui «ser-me», por mais distinto que por vezes me veja, sei que sou eu, aqui aos bocados, e que me vou revelando a mim mesmo, aos poucos... Mas isso foi devido a vocês, que ouvindo os meus silêncios me indicaram quais percorrer, qual deles fazer sonoro, qual ignorar... Obrigado! Mesmo a quem não comenta, acreditem, saber que alguém desse lado despendeu um pouco de tempo com interesse em algo que deixei apresentado, eu já fico maravilhado! 

 

 

2 comentários

Comentar post