Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

18.Out.18

O tempo que passe...

Abandonei a esperança num lugar escuro

E não tenho agora forças ou vontade de a encontrar.

Deixei o pensamento esvair-se da mente

Como o uísque da garrafa por onde bebo,

E já não me faz esse agora tormento

Pois já não me recordo do que estava a pensar.

A garrafa encontro-a a meio e talvez ainda a sobriedade do pensamento

Se revele de tal forma, pois começo e abandono esse qual processo de encher e tragar um copo.

Olho o tempo mas não encontro nada nele

Mas vê ele em mim a obra que rabiscou, desenhou, e por fim deitou fora.

Em mim tudo ficou, mas nada me deu o tempo e nada quis eu dele

Pois não me fiz para acabar (n)um dia, como ele que termina histórias por completar.

Não quero saber do tempo, quero apenas o momento que a vida dá!

O tempo que passe, e que termine um dia com tudo o que foi criado

Que eu cá me arranjo. Que eu cá rabisco, escrevo, e termino a história que quero contar...