Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

12.Out.18

Os silêncios que deixo escritos...

Tal como o vento se exibe

Também eu me assemelho com ele.

Absorvo tudo por onde passo

Mas em lado algum realmente pouso...

 

Assim como o vento sussurra

Também eu me mudo,

Levando para longe os gemidos de amargura

Ficando-me num silêncio que faço prolongado.

 

Na quietude devassa da noite,

Altura essa em que revejo a vida,

Faço eu do pensamento a minha

Julgando culpados e inocentes;

Abro ao silêncio esta boca minha.

 

Gostaria de ser mais que vento.

Mais do que apenas passar sem nunca me sentir inteiro.

De ocultar mais do que o pensamento por fora, ele por dentro.

Mas faço do meu silêncio palavras,

Essas que não faço existir porque não as profiro.

 

É assim que me deixo desvanecer numa folha de papel,

Onde sinto que já sabe ela tanto de mim.

Onde me acolhe todos os silêncios que deixo por aqui...

 

São em poemas onde os silêncios deixo escritos.