Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

Fui. Sou. Serei...

Pensamentos do (meu) mundo.

08.Mar.19

Degraus de mentira

Francisco
Jazem moribundos homens pelas estradas, se não já defuntos; Escorrendo-lhes o sangue encarnado ainda quente das veias pavimentando os passeios. Saindo-lhes pelas gargantas, petróleo negro - alcatroando assim a trilha Onde pés bem calçados se fazem aventureiros.   Caminhando entre florestas de cadáveres - Onde réstias da sua existência apenas em lembranças ou fotografias de outros tempos se encontra, Estendem-se pela vista afora todo o tipo de seres Aprisionados de (...)
03.Mar.19

A noite

Francisco
O quão fascinante o mundo se revela Iluminado por um qualquer lampião de jardim. Os insetos incansavelmente batendo no vidro, Criando à distância um quê místico em redor da luminosidade. O poste negro, camufla-se entre as sombras criadas, Escondendo-se da luz produzida, estagnado ficando no mundo das trevas. Os murmúrios, contudo, não cessam, e a luz tirita, esforçando-se por manter-se acesa. A noite dorme de dia.   Relembra-se dos dias de outrora, Das ruas retilíneas (...)
26.Jan.19

...

Francisco
(Só existe um silêncio capaz de perturbar a continuidade de uma onda de som...)   Calem-se os barulhentos, Cessem os circos, os palcos e os espetáculos, Acabem com a raça daqueles que se dizem nascer iluminados Pois esses de nada sabem! E escutem... Oiçam... Mas não a mim; isso! Esse mesmo... Esse silêncio que a leitura provoca, pois a voz que se ouve ao ler é a nossa!   Não há andorinhas no mar Assim como não há peixes nos beirais dos telhados. A Natureza dentro (...)
12.Jan.19

A ciência da terra, o Deus do homem

Francisco
(...) «A medicina, as comunicações eletrónicas, as viagens espaciais, a manipulação genética... são estes os milagres que hoje contamos aos nossos filhos. São estes os milagres que apresentamos como prova de que a ciência nos trará respostas. As antigas histórias de imaculadas conceições, de sarças ardentes e de mares a abrirem-se deixaram de ser relevantes. Deus tornou-se obsoleto. A ciência venceu a batalha. (...)  «Mas a vitória da ciência costou-nos a todos. E (...)
11.Jan.19

O futuro pertence ao passado

Francisco
«Estamos todos controlados pelo passado, embora ninguém o consiga compreender. Ninguém reconhece o poder do passado» (...) «Mas se pensarmos bem nisso, chegamos à conclusão de que o passado sempre foi mais importante do que o presente. O presente é como uma ilha de coral que se mantém à tona da água, mas é composta por milhões de corais mortos que se encontram abaixo da superfície, que ninguém vê. De modo análogo, o nosso mundo de todos os dias é composto por milhões de (...)
30.Dez.18

Gostava de saber (que título dar a isto...)

Francisco
Escrevo em papel envelhecido pelo tempo Aquilo que mais vivo sinto, por dentro.   Contradigo o sentimento, fazendo-o de pensamento. Prolongo e antecipo a vida, mas tudo isso apenas na mente.   Esguio, entranho-me dentro da ampulheta que rege a vida e o momento E assim caio, eternamente, em todas as situações e acontecimentos empurrados pelas areias do tempo.   Penso muito no passado, no que poderia ter feito. Mas aquilo que não disse ontem é o que penso ao escrever hoje, (...)
23.Dez.18

Uma estrela para pensar

Francisco
Nasce, entre as montanhas tão altas como os céus, Os sonhos de crianças.   Nos seus olhares encontra-se a beleza da juventude, Um brilho que ofusca o pensamento, nele apenas se sente.   Num céu soturno, são eles que dos sonhos criam as suas estrelas Viajando entre elas, qual transporte celestial.   Com o tempo, o brilho vai-se perdendo. Os pensamentos turvam-se com os sentimentos e fazemos aquilo que nunca deveríamos ter feito: Questionar o que sentimos.   Os cumes (...)
25.Nov.18

O meu lugar

Francisco
Diversas vezes me questiono onde pertenço. Onde faço falta. Mas onde pertenço ainda não sei, e sou eu de quem falta sinto, não o contrário. São raras as vezes que o faço, que penso em ti. O que o faz doloroso é o começo ser interminável. Imagino a minha solidão com companhia. Só eu e tu onde quer que o sol brilhe ou a lua ilumine. Finge a minha mente os teus abraços, os teus lábios nos meus. Ilude-se o meu corpo de os sentir, os meus olhos de te ver. Mas tudo isso sei que (...)
17.Nov.18

Perdição

Francisco
Explicai-me, seguidor de fortunas, na vida em que pregas bela, Onde te encontras? Que vida prometes, àqueles que te seguem, quando derramas o sangue do cordeiro Que sacrificas, manchando a terra com o primeiro sangue inocente, da vindoura guerra?   Ajoelham-se perante ti, com o chamamento que clamaste de Deus! As chamas das velas agitam-se, a cada brandido de voz, Os sinos tilintam, a cada morte que escreves... E o Senhor chora... Pois não foi isto a que ele chamou de homem.   Silenci (...)
28.Out.18

Mente atribulada

Francisco
Vim ao mundo isento de certezas, de pensamentos e sentimentos. Como única prioridade tive a de respirar. Tão pouco que a vida nos oferece no inicio, Uma caixa de mistérios - que é o nosso ser.   Haverá, certamente, impacientes,  Que a tentarão revelar mesmo antes de conhecer onde é sua a abertura. Precoces para viver, abrem às machadadas o seu ser E no chão se esvaíam sem saberem o que é o quê e o que lhes realmente pertence.   Eu compreendo o receio de nunca se (...)